setembro amarelo | Blog da Cris


Olha que legal! setembro amarelo

Se você não leu meu outro post onde conto sobre minha depressão e ansiedade clique aqui, e ao finalizar a leitura volte neste post e continue lendo :)

setembro amarelo setembro amarelo Precisamos conversar novamente. Setembro Amarelo. #Desabafo! setembro amarelo vamos conversar

Como estou após quase 1 ano depois do outro desabafo?
Na mesma mesbla rsrs!!!
Não, sério, a base de fluoxetina e calmante a la maracugina, vulgo Calman, meu crush Magal rs.
Estou eu aqui suave na nave nesta montanha russa emocional e agora minhas crises de ansiedade quando atacam me doem o estômago, a cabeça se racha e bate ânsia de vômito, ou seja, o baguio é louco e intensificou, porém a quantidade de vezes que a ansiedade ataca diminuiu, só, SÓ rs, os sintomas que pioraram.

setembro amarelo setembro amarelo Precisamos conversar novamente. Setembro Amarelo. #Desabafo! setembro amarelo tia cris

Até que ando muito mais controlada do que 1 ano atrás, choro menos, me desespero menos, mas quando explodo já era, o balde das emoções transborda e meto a louca geral hahaha. Estou me depreciando menos também sabe? Não estou com aquela cobrança absurda por ser gorda onde posso nada, tô feia, tô isso, tô aquilo. Não estou me privando de sair, de se divertir com marido e com os poucos amigos, simplesmente visto as roupas que servem, coloco um batom, um brinco e pode e páh, #fui. Me permitindo, não deixando a gordura me prender em casa, não deixando que as roupas ditem o que posso vestir, apenas vou e me arrumo, sem me julgar grotescamente como fazia.

Sim, eu tenho complexo de ser gorda, não me aceito vestir acima de 44 e juro por todos os santos que já tentei ser uma gorda empoderada, mas não deu e sinto inveja das mulheres plus sizes com uma puta mega auto-estima, sério, vocês são fodas e admiro e sigo muitas.

setembro amarelo setembro amarelo Precisamos conversar novamente. Setembro Amarelo. #Desabafo! setembro amarelo blog tia cris

(mais…)

Olá gentchi boa :)
Bom, eu relutei em escrever sobre este assunto pois eu teria que falar sobre mim, sobre minha montanha russa emocional. Apesar de ser uma pessoa que se mostra sempre alegre, fazendo todos sorrirem, eu tenho meus monstrinhos internos que PUTA MERDA, é um saco esta luta diária e tem vezes, nem uma, nem duas, nem três, mas vários momentos num único mês que a depressão e ansiedade tomam conta de mim como se eu estivesse possuída por um espírito suicida, totalmente sem controle com pensamentos obscuros.

14183916_1031746590226999_6975936730249666971_n setembro amarelo Precisamos conversar. Setembro Amarelo. #Desabafo! 14183916 1031746590226999 6975936730249666971 n

Pois bem.
Sempre fui uma pessoa nada social, na infância eu brincava na rua com os amiguinhos? Sim, brincava. Mas nada era mais confortante do que ficar dentro de casa me divertindo sozinha com meus legos, barbies e sacolas plásticas fingindo ser uma vendedora de roupas. Retirava todas as roupas da minha mãe do guarda-roupas, ensacava nas sacolinhas da feira de domingo e estava lá eu, falando com minha boneca de uns 50 a 60cm na qual eu chamava de Katherine :) vendendo as roupas! Eu tinha entre 5 e 13 anos.

Não, eu não tinha amigos imaginários!!!
Ufa, menos uma patologia psiquiátrica né nom hahaha.

Na adolescência, entre 14 e 17 anos, meu passatempo era ficar trancada no quarto desenhando. Eu era uma ótima desenhista, pena que joguei tudo fora. Meu irmão me ensinava a colorir com lápis em diversas tonalidades e na escola tinha aprendido a desenhar com perspectiva, então eu gastava dinheiro com vários tipos de lápis, papéis e revistas de Gamers, onde eu reproduzia personagens do X-men entre outros de animes e desenhos animados.

Também escrevia poemas…
…poemas estes muitas vezes retratando minhas tristezas, desilusões, pensamentos suicidas. Aí iniciava minha fase mais escura possível. Me tornei gótica melancólica. Literalmente.

14089139_994777787299086_8020066934590285911_n setembro amarelo Precisamos conversar. Setembro Amarelo. #Desabafo! 14089139 994777787299086 8020066934590285911 n

Enfim.
Meu pai faleceu em 2004.
Minha mãe em 2009.

Com a morte da minha mãe aí que FODEU LEGAL.
Nunca mais fui a mesma. Sério.
Sentimentos de culpa e lamentações que se eternizaram em meus pensamentos, devaneios confusos.

(mais…)

Ansiedade e depressão costumam ter seus sintomas confundidos. Mas, apesar de serem dois distúrbios emocionais aparentemente parecidos, são bem diferentes um do outro. É possível sim, ter ansiedade e depressão ao mesmo tempo. Aliás, isso é muito comum. Embora ninguém saiba exatamente o porquê, um grande número de pessoas que sofrem de depressão também sofrem de distúrbio de ansiedade.

Ansiedade:
Experimentar sentimentos de ansiedade é algo perfeitamente normal em vários momentos da vida, por exemplo, às vésperas de falar para um grande público, ou quando estamos esperando um resultado de uma prova importante, e por aí vai. O problema acontece quando essa sensação de nervosismo passa a ser cada vez mais constante, tomando grandes proporções e passando, assim, a controlar nossa vida. Outros sintomas como medo, ataques de pânico em situações que outras pessoas encaram normalmente e o sentimento de ameaça constante também são muito típicos do distúrbio de ansiedade.

Outros sinais de que essa emoção está excedendo os limites considerados “normais” aparecem, e deixam o diagnóstico ainda mais claro, quando a pessoa perde a capacidade de comandar suas próprias atitudes, perdendo a vontade de trabalhar, manter relacionamentos ou até mesmo de sair de casa. O que também pode acontecer com uma pessoa considerada depressiva.

Depressão:
Nesse caso, apesar do destino ser o mesmo, o caminho percorrido até ele pode ser um pouco diferente. As mudanças de humor fazem parte dos sintomas de ambas as condições, com a diferença de que, em uma pessoa depressiva, elas vêm acompanhadas de emoções como tristeza, falta de esperança em relação a tudo e a todos, desespero constante e raiva.

Tudo isso vai consumindo o emocional do doente, fazendo com que seus níveis de energia fiquem muito baixos. E o resultado é um quadro muito semelhante ao da ansiedade exagerada: falta de vontade fazer tarefas diárias e perda total do interesse em tudo o que antes sentia prazer em fazer.

Os quadrinhos que você verá a seguir são o trabalho do artista Nick Selçuk que resolveu ilustrar o depoimento que uma das suas leitoras, Sarah Flanigan, compartilhou.

anxiety-depression-comics-1 depressão e ansiedade Transtorno de depressão e ansiedade desenhado para todos entenderem! anxiety depression comics 1

anxiety-depression-comics-2 depressão e ansiedade Transtorno de depressão e ansiedade desenhado para todos entenderem! anxiety depression comics 2

(mais…)

Página 1 de 11