Se você não leu meu outro post onde conto sobre minha depressão e ansiedade clique aqui, e ao finalizar a leitura volte neste post e continue lendo :)

setembro amarelo setembro amarelo Precisamos conversar novamente. Setembro Amarelo. #Desabafo! setembro amarelo vamos conversar

Como estou após quase 1 ano depois do outro desabafo?
Na mesma mesbla rsrs!!!
Não, sério, a base de fluoxetina e calmante a la maracugina, vulgo Calman, meu crush Magal rs.
Estou eu aqui suave na nave nesta montanha russa emocional e agora minhas crises de ansiedade quando atacam me doem o estômago, a cabeça se racha e bate ânsia de vômito, ou seja, o baguio é louco e intensificou, porém a quantidade de vezes que a ansiedade ataca diminuiu, só, SÓ rs, os sintomas que pioraram.

setembro amarelo setembro amarelo Precisamos conversar novamente. Setembro Amarelo. #Desabafo! setembro amarelo tia cris

Até que ando muito mais controlada do que 1 ano atrás, choro menos, me desespero menos, mas quando explodo já era, o balde das emoções transborda e meto a louca geral hahaha. Estou me depreciando menos também sabe? Não estou com aquela cobrança absurda por ser gorda onde posso nada, tô feia, tô isso, tô aquilo. Não estou me privando de sair, de se divertir com marido e com os poucos amigos, simplesmente visto as roupas que servem, coloco um batom, um brinco e pode e páh, #fui. Me permitindo, não deixando a gordura me prender em casa, não deixando que as roupas ditem o que posso vestir, apenas vou e me arrumo, sem me julgar grotescamente como fazia.

Sim, eu tenho complexo de ser gorda, não me aceito vestir acima de 44 e juro por todos os santos que já tentei ser uma gorda empoderada, mas não deu e sinto inveja das mulheres plus sizes com uma puta mega auto-estima, sério, vocês são fodas e admiro e sigo muitas.

setembro amarelo setembro amarelo Precisamos conversar novamente. Setembro Amarelo. #Desabafo! setembro amarelo blog tia cris

O pior estopim que me faz entrar em estado fetal e pensar em suicídio e a porra toda da pior maneira possível é relembrar a morte dos meus pais, principalmente da minha mãe, aí pronto, junta tudo que é sentimento de culpa, cobrança, frustrações, e vários “…se…” me deixam confusas, a mente roda feito furacão e junta tudo nesta caixola, cérebro, sem saída. Mas né, como sempre, depois de uns 2 dias na merda, bad total, eu volto à “normalidade” aos poucos, pois a resiliência ainda tem grande significado e força na minha vida.

Acho eu que que este ano tô até de parabéns, vamos ver ano que vem kkkkkkkkkkk.
Isso se eu estiver por aqui… ixi…
Ainnn, credo Cris, fala assim não :/
Ué, verdade veí, cada dia é uma luta amém fluoxetina rsrs.

Vou deixar abaixo um vídeo que trata sobre a ansiedade exatamente como ela é, nua e crua.
É exatamente assim, sem tirar e sem acrescentar, que eu e muitas pessoas se sentem.
É cruel.

E também saibam que não é falta de Deus, falta do Universo, falta do que você acredita, falta do que fazer, falta de amor, falta de etc e tal e por aí vai, de preguiça ou comodismo ok? Estes transtornos mentais são um Ô na vida de quem possui e precisa conviver com todos os ataques dia após dia. Lutamos cada segundo, minuto e horas, todos os dias pra continuarmos nesta jornada dolorosa e por muitas vezes ridícula, sim, ridícula, pois pensamentos HORROROSOS e NEGROS rondam nossa mente frágil por menores que sejam nossos problemas, mas cada um sabe onde pisa, como prosseguir por este caminho árduo, cada um sabe como burlar a sua mente para manter certas atitudes longe de nosso pequeno amor pela vida, por nós, por quem nos ama. É foda, muito foda, é foda demais, é foda de foda da foda mais fodástica da foda.

Como eu disse no meu outro post, ajudem as pessoas depressivas mesmo que elas não te procure, pois assim como eu, se isolar e manter tudo em segredo parece ser mais reconfortante que desabafar, por mais doloroso que seja. Se você conhece alguém que vive dando desculpas pra tudo, fica demais dentro de casa, não conversa e não te procura, sempre está triste, cabisbaixa, reclamando de tudo e todos, não se alegra por nada e por ninguém, por nenhuma conquista menor que seja, prefere o mundo virtual, ver TV, ouvir música 80% do tempo e não coloca a cara no sol, não aprecia uma noite gostosa, não tem paciência pra porra nenhuma, tão pouco abrir a pouca pra rir, conversar, que anda pelas ruas sempre em estado de alerta, com medo, pavor, que surta por nada, que faz o que tem q fazer no dia-a-dia por obrigação, como se fosse um robô, não vê sentido em nada, nada tem sentido, tudo é sentindo… e por aí vai… se você conhece alguém nestas situações, bipolar, com oscilações repentinas de humor, tente se aproximar, conversar, trocar umas idéias, mesmo que esta pessoas não tenha depressão e ansiedade e somente stress e fadiga da vida, das correrias rotineiras de trabalhos e afazeres, procure perguntar como foi o dia da pessoa :) um bom dia, um abraço, uma boa noite, um “eu me importo” que com certeza você vai despertar uma luz e um bem-estar nesta pessoa viu?!

É isso gentchi!
Bjos… Luz e paz.

Obs.: Eu não vivo 100% triste não pessoal hahaha, tenho meus momentos felizes e alegres sim oxi, se eu vivesse 100% da vida triste a minha vida não teria sentido deste meu nascimento, claro que eu me esforço pra ser feliz, mas não vivo num quarto escuro, choramingando e planejando 24h por dia suicídio ou fugir de casa e tal hahaha, crendeuspai.