Desde os meus 10 anos de idade eu luto contra a balança.
Sempre fui gordinha, mas nunca me importava realmente com isso, até que aos 15 anos eu senti uma tristeza profunda dentro de mim pois querendo ou não, eu tinha complexo por ser gorda, não me sentia bem. Meu irmão todo final de semana descia pra praia e eu ali, dando as desculpinhas clichê: “Não gosto de praia!” hahaha, sério… hoje sei que pra gostar de uma praia você só precisa de um corpo que te faz feliz independente de como ele esteja, gordo ou magro.

você é capaz Nunca, nunquinha, se subestime do que você é capaz ao definir uma meta. #Motivação cris emagrecimento

Sofri bullying uma única vez na pré-escola.
Na infância meus amigos não me enchiam o saco, só quando brigávamos, então já viu né, criançada tudo naquela “Gorda, baleia, saco de areia.” Ficava chateada mas depois nem ligava, lá estava todos juntos de novo na alegria.

Minha primeira dieta na vida acho que foi aos 13 anos.
Estava na casa de uma amiga brincando então vi uma revista Maire Claire com uma dieta reeducativa, reeducação alimentar. Lá foi euzinha toda determinada com a ajuda da minha mãe preparando os cardápios todo santo dia. Primeira vez que coloquei ricota na boca eu quase tive um troço. Vômito era o nome auhauhauaa!!!

Comecei então a fazer exercícios físicos.
Quem lembra deste programa Energia, que passava na década dos anos 90 na TV Cultura?
Pois então, eu fazia todo dia :)

Na adolescência, aos 16 anos, voltei a ficar super gordinha. Crenduspai, que sofrimento hahaha! Doida pra beijar os gatinhos crush do colégio mas eu era feinha né rsrs… Fui apresentada aos remédios emagrecedores. Pronto. Viciei. Só conseguia emagrecer com um composto manipulado e com sibutramina. Uma época fiquei tão xarope que comprava no mercado negro através das comunidades do Orkut. Loucura loucura. Emagrecia, engordava. Sanfona 100%. Me rendeu estrias que tatuam meu corpo todo. Fazer o quê! Ossos do ofício. Pretendo tirar fazendo Striort daqui um tempo.

Na fase adulta, aos 30 anos, minha consciência foi se moldando com a minha realidade. Opa, peraí, não quero ficar marombada, estilo panicat, pois quando estou gordinha usando M e calça 42 me sinto ótima, linda e maravilhosa, então, vamos parar com as cobranças e neuras e focar mais na saúde, numa alimentação saudável e na pratica de exercícios físicos, o que me ajuda muito na ansiedade amenizando minha depressão. Juntei o útil ao agradável, saca?

Foi uma caminhada árduo até chegar aqui. Tenho minhas quedas? Sim, mas são disciplinadas. Não regulo nada quando quero fazer 1 dia de luxo, oops, lixo. Só mantenho o foco e vamos que vamos. Eu treino em casa por enquanto, tenho caneleiras, pesinhos, esteira, bicicleta spinning e um jump. Vejo treinos no youtube e pego nos torrent da vida. Vou fazer um post com os treininhos que mais gosto de fazer.

O difícil pra mim é a estabilização, puta merda véi :/
Quando chego no peso que me deixa bem, 70kg, 68kg, eu volto a engordar aos poucos sem perceber e quando dou conta, vixi vixi vixi, já era… Aí lá vai eu novamente no fundo do poço buscando força pra recomeçar tudo de novo o caminho percorrido. Mas tenho algo maravilhoso que se chama resiliência. Força, foco e fé. Determinação e disciplina.

Hoje estou me sentido MARAVIDA DE MARAVILHOSA, falta perder muita gordura corporal e atingir a meta de 68kg ou 65kg, mas vou na calma, um dia de cada vez. Meu blog e meu instagram me ajudam muito nisso, pois compartilho meus alimentos, fotos e vídeos onde a galera vai se ajudando, se motivando. Ajuda muitooooo mesmo!!! Sou grata pelos amigos que fiz no instagram. E se pá e pode, me seguem lá aqui @crisceresso.

Ahhhh, outra coisa, acho foda, muito fantástico as gordinhas plus size que se aceitam, se amam de tal forma que eu fico besta e maravilhada com o empoderamento destas mulheres, mas infelizmente não consegui a superar meus quilinhos e gordurinhas, eu tentei uma época, mas não deu certo, eu vestia 46 e me sentia frustrada, enfim. Desejo todo o amor a estas mulheres divas que se aceitam e estão aí lutando para vencerem este preconceito contra gordos que a grande parte dos seres humanos carregam destilando este veneno por não aceitarem certas condições, estilos e belezas. O vídeo abaixo, Não vamos nos esconder, retrata bem isso, olhem que lindo meninas:

O vídeo abaixo é um grande motivo deste meu post, assim como vários vídeos que vejo dos gringos e dos brazucas. Suas histórias são marcantes e incentivam a nossa mente a tomar uma ação, agir e buscar o que você quer no emagrecimento. Infelizmente eu não sei o nome do rapaz do vídeo. Se alguém souber, deixe nos comentários por gentileza.


É isso gente boa.
Nunca se subestimem. Busquem o que deseja. Nunca desistam de vocês.
Nuncaquinha, combinado????

Bjos, luz e paz!